PESQUISAR


Uma Economia ao Serviço da Vida

2020-04-30

Neste mês em que se assinala o 25 de Abril de 1974, dia da Liberdade, apesar da situação da Pandemia do Covid-19, cantou-se às janelas, em todo o país, a Grândola Vila Morena. A véspera do dia 25, foi também especial, com a Ação de Solidariedade Feminista no Mundo, dia 24 de Abril, promovida pela Marcha Mundial de Mulheres, na sua 5ª Ação Internacional. propondo uma Ação de uma hora, ao meio dia, nas diferentes regiões do Planeta, em memória das trabalhadoras texteis que morreram, em 2013, no desabamento do edifício Rana Plaza, no Bangladesh.

Açores presente, nas 24 Horas de Solidariedade Feminista no Mundo, das 12:00 às 13:00, na nossa hora e fuso horário especial!No seu fuso horário, Açores presente! 
“Por uma Economia ao Serviço da Vida” foi o nosso mote. Cerca de duas dezenas de ativistas aderiram à iniciativa, participando com entusiasmo, no processo de preparação e realização, com a partilha de diferentes contributos: poesia, música, mensagens em cartazetes e reflexões diversas.
Devido às restrições no âmbito da Covid-19, não podíamos ir para a rua. O desafio foi realizar evento online, das 12:00 às 13:00, na Marcha Mundial de Mulheres Açores (Facebook). 
A nossa iniciativa, online, começou com o Capiré, a música da Marcha Mundial de Mulheres, escrita, em 2000, a várias mãos com a participação de mulheres de diferentes países, e por isso mesmo a “falar” múltiplas línguas, incluindo a portuguesa.
Qual manta de retalhos vividos, da poesia aos cartazetes, o evento “Por uma Economia ao Serviço da Vida” deixou-nos excelentes reflexões e denúncias, de pessoas e organizações. Sem esquecer o Planeta e a Justiça Climática, aqui fica um destaque: “A crise na Terra e a Desigualdade Social leva-nos a Unir o nosso Poder Coletivo.”
|| Clarisse Canha.
Asas da Igualdade, 30 de Abril, 2020, Açoriano Oriental
Ver mais, Face: Marcha Mundial de Mulheres Açores 

 Ver galeria de fotos

Asas da Igualdade

A partir daqui pode ver Nas Asas da Igualdade: edição mensal da Umar-Açores e publicação no Açoriano Oriental.
A página Nas Asas da Igualdade foi lançada pela UMAR-Açores, integrada no projeto com o mesmo nome, desenvolvido em 2007 Ano Europeu da Igualdade e prossegue desde então até aos nossos dias



JULHO 2020
D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

GALERIA DE FOTOS

UMAR


Mulheres na Pesca